SELOS • STAMPS

1985 – Emissão «Espécies Marinhas da Madeira»


Colecção Can the Can

1985 – Emissão «Espécies Marinhas da Madeira»

Desenhos de Alfredo da Conceição apresentando um peixe espada preto, e um peixe-cravo.

Impressão a offset pela Imprensa Nacional – Casa da Moeda sobre papel esmalte, em folhas de 50 selos com denteado 12 x 11-3/4. Foram emitidos 600 mil selos de 40$00 preto e verde sobre fundo creme, e 600 mil selos de 60$00 castanho carmim azul verde e preto sobre fundo creme. Sobre estes selos foi impressa uma tarja fosforescente. Postos em circulação a 5 de Julho de 1985.

ESPÉCIES MARINHAS DA MADEIRA – Sendo as ilhas do Arquipélago de origem vulcânica e tendo à sua volta águas com profundidades que atingem mais de 2000 metros, embora sejam conhecidas mais de 320 espécies de peixes, quarenta por cento são espécies que habitam profundidades superiores a 200 metros e que pelas suas características não constituem um recurso rentável. De entre as espécies existentes, estão representadas nesta série.

PEIXE ESPADA PRETO que tem um comprimento médio de 1,2 metros e um peso médio de 2,5 kg, e é actualmente um dos principais recursos alimentares dos mares da Ilha da Madeira. Habitando normalmente profundidades que variam entre os 600 e 1200 metros é pescado com aparelhos apropriados, sendo muito apreciado tanto pelos naturais como pelos turistas que visitam a Ilha A sua captura totaliza 1300 toneladas/ano.

PEIXE-CRAVO que pode atingir 1,85 metros de comprimento e 270 kg de peso, tem o corpo achatado e um colorido pouco vulgar. Encontra-se a mais de 200 metros de profundidade e não é apreciado como comestível.

texto de Carlos Kullberg