GRÁFICO • VISUAL DESIGN

Caixa de fósforos • Colecção Prolar • Anúncio Atum Ramirez


Caixa de fósforos

Colecção Prolar

Anúncio Atum Ramirez

Fábrica SNF

Ano 1978-84

 

APÓS 25 DE ABRIL

Depois do 25 de Abril de 1974, e com a extinção do regime do Estado Novo que persistiu mais de 40 anos, a política do património em Portugal apreciou novas direcções, ainda que a ideologia e a in uência política não abdicaram de estar presentes, ou seja, o nacionalismo tornou-se em algo politicamente incorrecto mas fomentaram- se novos valores políticos e sociais, como

a democracia, a liberdade de expressão, a igualdade de direitos, entre outros.

Contudo, se anteriormente a simplicidade de uma caixa de fósforos combinava bem com os brandos costumes portugueses, depois da vulgarização dos acendedores e isqueiros

devido à extinção das taxas e coimas que durante o Estado Novo eram aplicadas a quem utilizasse e comercializasse esses produtos, a indústria fosforeira começou a perder força e em simultâneo qualidade grá ca e diversidade temática nos seus rótulos.

Livre de preconceitos, a emergente sociedade
de consumo duramente concorrencial, de cariz fortemente individualista, afastou-se da lógica do pensamento universal do movimento Moderno e fomentou a mudança e pluralidade de tendências, preenchendo grande parte dos rótulos com anúncios dos mais variados produtos, utilizando
a fotogra a publicitária frequentemente.

Neste sentido, a partir dos anos 80 veri cou-se
a coexistência de várias tendências estéticas e movimentos de vida efémera que se expressaram num cenário de inde nição e de ecletismo. Esta realidade não cou alheia ao facto dos softwares grá cos iniciarem a sua propagação e chegarem ao alcance de quase todos. Podemos, então, a rmar que a grande transformação na expressão visual, foi a captação e disseminação da imagem, decorrente de uma “revolução digital” que se apresentou como sendo uma das gigantescas mudanças e inovações das décadas nais do século XX.

in Phosphoros

Rótulos com História