IMPRESSÃO/PRODUÇÃO • PRINTING/CANNING

TIPOGRAFIA SOCORRO • Vila Real de Santo António


Empresa famosa e cheia de história, da qual conseguimos recolher os seguinte fragmentos:

O jornal «Pró-Lagos», dirigido por Bartolomeu Salazar Moscoso e gerido por Joaquim António Socorro Júnior, que era não só o proprietário do título como também da tipografia, que nessa altura tinha o nome de Guadiana, a mesma que anos mais tarde transferiu para Vila Real de Santo António re baptizando-a como Tipografia Socorro.

https://www.researchgate.net/publication/268507262_A_imprensa_republicana_no_Algarve

O jornal “Monchiquense” era inicialmente impresso na Tipografia Socorro em Vila Real de Santo António.

O semanário “A Rajada” foi fundado a 8 de Dezembro de 1935, em Silves, como “Semanário Regionalista, Noticioso e Literário”, e era composto e impresso na Tipografia Socorro, de Vila Real de St.º António.

O “Povo Algarvio”, quinzenário independente que iniciou a publicação em 21 de novembro de 1929 e suspendeu ao n.° 46, de 15 de marco de 1931.

José Manuel Pereira, jornalista, iniciou a sua vida profissional como aprendiz de tipógrafo, na antiga Tipografia Socorro.

António Vicente Campinas, figura cimeira do neo-realismo português, foi autor de vastíssima obra, abrangendo vários géneros literários, da poesia ao romance, não esquecendo o canto, a novela e a crónica, teve também o seu primeiro emprego na Tipografia Socorro,

“O semanário Vibração foi fundado a 26 de Abril de 1931, nos tempos conturbados de grande actividade reviralhista e da Revolta da Madeira. A partir do n.o 3, de 17 de Maio de 1931, apareceu com a designação de “Semanário Republicano”. Era noticioso, literário, republicano de inspiração democrática, e tornou-se muito incómodo ao “Estado Novo”. Constitui a mais importante fonte para o estudo da oposição republicana e democrática em Silves, sendo um contributo fundamental para o estudo da ditadura e da Censura no Algarve, pelo que a sua abordagem política se revelou essencial. A sua vertente social e cultural é também da maior relevância para futuro estudo monográfico. A Redacção e a Administração do semanário situavam-se na Rua Coronel Galhardo, em Silves, e era composto na Tipografia Socorro, em Vila Real de Santo António. “

Click to access 16461_Microsoft_Word_-_Parte_I.pdf